Terapias

2043864-200.png
desvanecimento Cores

Porque fazer terapia?

Por que eu devo fazer terapia afinal?

 

As pessoas necessitam de tratamento por diversas razões.

Aceitando que alguns indícios de que precisam mudar algo em si mesmos, seus afetos ou comportamentos, o que lutam contra a inevitável aceitação de algo e necessitam superar perdas e elaborar lutos e os que precisam superar suas inibições.

 

Um sintoma é um mal-estar que nos parece misterioso, inexplicável e que contamina ou paralisa a vida cotidiana do paciente.

Pensemos que a demanda de ajuda psicoterapêutica é um processo bastante

complexo, que não se reduz apenas ao sofrimento e que pode ser expressada de diversas maneiras, nem todas coincidindo com aquilo que o clínico espera.

 

Muitas pessoas perguntam porque eu devo fazer terapia. Atendo com frequência pessoas que dizem que ficaram anos sem procurar ajuda profissional porque eram contra terapia. 

 

Muitas vezes a pessoa tem problemas que devem ser resolvidos em terapia, porém elas não o consideram grande o suficiente para procurar por uma terapia e acaba arrastando o problema por anos e anos e anos. 

 

Quanto mais rápido resolvemos um problema, melhor é. 

 

  • Um motivo é simples, você acaba não arrastando problemas ao longo da sua vida, o que evita que você tenha sofrimentos desnecessários. 

  • Outro motivo é que eles não vão se acumular com outros problemas e se tornar uma bola de neve gigante que poderia mais tarde te derrubar e você nem lembra mais o que era o problema inicial.

 

Quando a pessoa tem dificuldades ao passar por uma separação, um luto, uma perda, um trauma,  sente muita vergonha, está sofrendo bullying, tem uma leve ansiedade, talvez seja a hora de procurar ajuda profissional. Às vezes  a pessoa acredita que algumas dificuldades são parte da sua personalidade, mas às vezes não é. ou ainda existe uma crença de que é assim mesmo e que você vai resolver com o tempo, que vai passar, mas isso é ilusão, o tempo não resolve nada, só faz você esquecer e guardar dentro de si, para baixo da mente consciente, é como uma sujeira que você empurra para baixo do tapete e se você não for lá e limpar, vai ficar lá escondida e vai se acumulando, vai grudando e vai ficando mais difícil de sair. 

Não tenha medo de procurar uma terapia se você sente alguma coisa da sua vida não está bom.

Quando sinto que há uma necessidade de mudança?

 

Quando há sentimentos desagradáveis, emoções negativas, exageradas, ideias e comportamentos destrutivos, auto-sabotagem, comportamentos compulsivos, desejos ou interesses em entrar em conflitos, quando tudo abala, quando as s atitudes não são boas para sua vida e nem para a vida de outras pessoas. 

Quando se tem a  necessidade de aceitar ou superar algo que aconteceu existe uma dificuldade de lidar ou aceitar. 

Quando existe a  necessidade de melhorar algo que considera que fez e não era muito bom, ou que deveria fazer diferente, ou quando há por exemplo uma inibição, a vergonha e precisa resolver algo ou sente-se inadequado em situações, são vários os motivos para gente procurar uma terapia que não é um indicativo de um transtorno mental, mas apenas uma dificuldade ou limitação.

 

Muitas pessoas têm vergonha de procurar uma terapia, se sentem inferiores eu já recebi clientes que me falaram e falaram que tinham vergonha porque ia parecer que era louco e tinha algum problema. Todos nós temos problemas. 

 

Tem pessoas que não sabem como procurar ajuda. A pessoa fica muito preocupada sobre o que vai dizer na terapia, pensando algo como: "Eu não tenho nada para dizer". Porém, não se preocupe: Um terapeuta sabe o que fazer.

 

A terapia é uma relação de ajuda com a participação do terapeuta e da pessoa com o objetivo de prevenir, conter, alterar ou melhorar algum problema, uma dor, seja qualquer que seja o problema.

É uma relação que se constrói,  uma relação que precisa ter empatia, ou seja você precisa se identificar com seu terapeuta, ou o resultado será ruim.